a little bit of light to your heart, dude!

Era o entardecer de um dia triste. Triste para ela. Sua vida havia chegado ao fim. Seus sonhos haviam morrido. Os homens a condenavam. Havia sido encontrada em flagrante pecado e não tinha salvação. Sua vida estava cheia de desatinos. Amou de maneira errada. Procurou ser amada, e só foi usada. Buscou ser feliz à sua maneira, e tudo o que havia conseguido foi abrir feridas profundas que ninguém podia curar.

O que faz uma pessoa quando vê que errou e merece ser castigada por isso? Repete o que estava fazendo, para que a dor que crê merecer aumente. Ela havia escolhido esse caminho. Um caminho infeliz que a levou ao fundo do poço. Um caminho doloroso que acabou com sua vontade de viver. Seus valores haviam diluído, suas virtudes se haviam desintegrado. Sentia-se um lixo. Sabia que devia mudar o rumo de sua vida, mas não tinha forças e se desesperava em sua solidão. 

Foi então que os homens a descobriram e a arrastaram até Jesus. Havia sido encontrada em pecado e merecia ser apedrejada. A lei dos homens era implacável. Não perdoava.

Ali estava ela. Seu passado, horrível. Seu presente, deplorável. Futuro, não tinha. Ali estava ela, destruída, repudiada, acabada. Ali estava ela, com o peso da culpa asfixiando-a, ferindo-a, atormentando-a. Ela, a pecadora, a perdida, a má. 

Então, apareceu a pessoa maravilhosa de Jesus. Graças a Deus, Ele sempre aparece. Quando você mais necessita. Quando você não sabe o que fazer nem para onde ir. Graças a Deus, Ele sempre nos busca, nos chama, nos espera. 

O Mestre da Galileia, em silêncio, começou a escrever na areia. Um a um, os acusadores da pobre mulher desapareceram. Ouviu-se novamente a voz de Cristo:

- O que estiver sem pecado que atire a primeira pedra. 

Ninguém se atreveu a fazê-lo. As ruas estavam desertas. 

- Onde estão os que a condenam? - Perguntou Jesus. 

- Todos se foram. - Respondeu a mulher. 

Ela não tinha coragem sequer de levantar os olhos.

- Eu também não a condeno. - lhe disse o Senhor. - Vá e não peques mais. 

Já se passaram mais de 20 séculos desde que essa história aconteceu. A doce voz do Mestre continua ecoando nas paredes do tempo e chegando até você. Sua promessa é: “Eu posso refazer a sua vida se você Me entregar seu coração”.

Que convite mais terno. Você não acredita nisso? Que fará com esse chamado?

A resposta é só sua.

Alejandro Bullon, Sinais de esperança, p. 72.

spiritualinspiration:

“Forget the former things; do not dwell on the past.” (Isaiah 43:18)

spiritualinspiration:

www.getoutthebox.org
www.facebook.com/naeemcallaway
spiritualinspiration:

“I am crucified with  Christ: nevertheless I live; yet not I, but Christ liveth in me: and  the life which I now live in the flesh I live by the faith of the Son of  God, who loved me, and gave himself for me. ” Galatians 2:20

spiritualinspiration:

“I am crucified with Christ: nevertheless I live; yet not I, but Christ liveth in me: and the life which I now live in the flesh I live by the faith of the Son of God, who loved me, and gave himself for me. ” Galatians 2:20

spiritualinspiration:

Learn to do good. Seek justice. Help the oppressed. Defend the cause of orphans. Fight for the rights of widows. (Isaiah 1:17)

spiritualinspiration:

Learn to do good. Seek justice. Help the oppressed. Defend the cause of orphans. Fight for the rights of widows. (Isaiah 1:17)

spiritualinspiration:

www.getoutthebox.org
www.facebook.com/naeemcallaway
More Information